fbpx

Quais impactos uma má gestão financeira pode gerar para os supermercados?

financeiro para supermercados
Tempo de leitura estimado: 4 minutos

O setor financeiro de um negócio, como os supermercados, funcionam similarmente ao coração humano. Quer entender por quê? Este órgão deve bombear e garantir o transporte de sangue para todo o organismo.

Do mesmo modo, o setor financeiro precisa organizar as finanças e distribuí-las para todas as áreas empresariais. 

Em outras palavras, é possível que estabelecimentos, como supermercados, tenham mais perenidade e permaneçam com a saúde financeira equilibrada. Afinal, ela é importante por diversos motivos, como manter capital de giro e investir em expansão.

Percebeu a importância do setor financeiro para os supermercados? Então, a partir de agora, conheça algumas dicas que ajudam a otimizar esse setor!

Faça um planejamento financeiro

O planejamento financeiro deve nortear todas as ações do seu supermercado. Isto é, esses planos determinam o valor disponível para diferentes finalidades, quais áreas podem precisar conter custos e muito mais. 

Assim, para que o planejamento financeiro seja adequado, é importante analisar uma série de aspectos no seu supermercado. Entre eles, objetivos do negócio, capital de giro, teto de gastos, histórico financeiro, metas de lucratividade, distribuição de recursos etc. 

Separar essas informações e estipular um valor para cada uma é essencial para organização. Caso contrário, fica mais fácil gastar em demasia, por não perceber que determinado capital teria outras finalidades. 

Contudo, para que essa organização seja realmente positiva, é necessário estipular o intervalo de tempo que a análise deve ocorrer. Isso pode ser semanal, diário ou mensal, depende do fluxo de caixa do seu negócio. 

A principal recomendação nesse sentido é ter intervalos de tempo mais curtos. Se você passar longos períodos para analisar tais informações, tende a perder insights relevantes sobre a área financeira do supermercado. 

Controle o fluxo de caixa

O fluxo de caixa de uma empresa envolve a movimentação de entrada e saída financeira do supermercado. Ficar de olho com frequências nesses dados ajuda a entender se o negócio gasta mais do que lucra, quais as principais fontes de entrada e muito mais.

Essas informações são essenciais para que o setor financeiro atue com eficiência.

Afinal, se o fluxo de saída é maior que o de entrada, o supermercado precisa de reformulações para não ficar no prejuízo. Do mesmo modo, se existe muito dinheiro em caixa, é um sinal de que você deve investir na expansão dos negócios.

Por essa razão, o fluxo de caixa precisa ser monitorado diariamente, na intenção de garantir o controle absoluto. Para facilitar esse processo, classifique receitas e despesas em diferentes categorias. 

Por exemplo, gastos com inovação, como tecnologia, e gastos com manutenção, como água, luz, aluguel etc.). A classificação tende a otimizar o controle do fluxo de caixa. Inclusive, essa prática é útil para evitar erros comuns que atrapalham as contas: duplicar itens errados e trabalhar com mais do que o necessário.

Acompanhe os indicadores

Outros elementos que exigem acompanhamento constante dos supermercados para evitar o desequilíbrio no setor financeiro são os indicadores. É o caso do número de visitantes no e-commerce para quem tem supermercado virtual, evolução histórica, volume de vendas etc.

Esses indicadores são fundamentais para que a empresa entenda se as estratégias implementadas tiveram bons resultados. Se isso ocorrer, o Retorno Sobre o Investimento (ROI) é positivo, as estratégias deram certo e podem até ser multiplicadas. Caso contrário, se o ROI foi negativo, é o momento de reformular as ações.

LEIA MAIS: Gestão de Dados para Supermercados: qual a importância?

Gerencie despesas fixas

No setor financeiro para supermercado é necessário considerar quais são as despesas fixas e as variáveis. Esse entendimento ajuda a manter os gastos organizados, para que o negócio sempre destine um dinheiro para despesas fixas. É o caso de gastos com água, internet, aluguel, pagamento de fornecedores etc.

É só ao garantir o controle desses gastos que se deve pensar em elevar despesas variáveis, como o investimento em novos produtos. Isto é, investir no negócio sem se certificar que existe dinheiro para despesas fixas pode transformar as contas em uma bola de neve. Caso isso ocorra, é mais difícil equilibrar as finanças. 

Outro benefício de gerenciar despesas fixas frequentemente é a capacidade de analisar se e quando os gastos aumentarem. Se houver um aumento, é importante investigar a razão e pensar em maneiras de reduzir esse valor ou elevar a entrada no caixa. Tudo isso é benéfico para que o supermercado mantenha a vantagem competitiva.

Equilibre adequadamente o estoque

O adequado gerenciamento do estoque tem relação direta com o setor financeiro. Isso porque a falta de reposição pode afetar a entrada no caixa, assim como ter estoque parado gera desperdício de recursos. Assim, faça vistorias frequentes no estoque para garantir que haja a reposição suficiente dos produtos, especialmente os mais populares. 

Além disso, certifique-se que eles não fiquem muito tempo guardados. Isso poderia levar ao vencimento dos produtos e também reflete em um dinheiro que não circulou no supermercado. Junto com este problema, os produtos guardados por muito tempo exigem despesas com manutenção, outro ponto negativo. 

Portanto, saiba definir quais são os produtos com maior demanda e certifique-se que eles estejam fáceis de visualizar. Isso é útil para garantir a movimentação deles e agilizar as entregas, o que eleva a satisfação do público. E ainda, esse controle contribui para definição da quantidade ideal do estoque e dos produtos a serem comprados.

Tenha um sistema de gestão financeira

A tecnologia também pode ser a sua aliada ao gerenciar o setor financeiro para supermercados. Afinal, fazer os registros de entradas e saídas manualmente eleva as chances de erros e refação. Como visto, a área de finanças é importante demais para correr tantos riscos. Logo, considere o investimento em um sistema de gestão financeira.

Ao longo da leitura, você conferiu diversas dicas de como conquistar uma gestão financeira para supermercado de uma forma eficiente. Colocá-las em prática é essencial para manter as contas em dia e favorecer o investimento na expansão dos negócios.

Além disso, esse controle também eleva a vantagem competitiva da marca.

Então, quer aproveitar a visita para aprender novas dicas sobre a área financeira para supermercados? Confira nosso artigo e descubra como fazer controle financeiro no seu negócio!

Categorias
Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp